Endereço: Rua Vergueiro, 1421 cj 1803 (Em frente ao metrô Paraíso - SP) 
Cel/ Whatsapp : 11 98370.8915 -
E-mail: contato@renatapazos.com.br  

© 2018 por Agência W5 e Renata Pazos, reprodução de imagem e texto proibidas sem autorização prévia da profissional. 

Os Toques Sutis são valiosos recursos em psicoterapia. Eles foram desenvolvidos por Pethö Sándor, médico e psicólogo, que contribuiu significativamente com a prática psicoterapêutica junguiana ao introduzir a utilização sistemática do trabalho corporal, visando a integração físiopsíquica.

O interesse de Sándor era criar condições terapêuticas em que o indivíduo pudesse ampliar sua consciência por meio da integração de sua corporeidade, e o fazia por meio das técnicas corporais baseadas em toques sutis. Eles utilizam-se do alto potencial da sensibilidade da pele, proporcionando vivências multissensoriais onde os estímulos são percebidos tanto a nível físico quanto psíquico, atuando sobre a totalidade do organismo de modo re-estruturador. 

Os critérios de escolha de tais "pontos de toque" estarão sempre relacionados ao processo do paciente, em função do histórico e evolução do processo psicoterapêutico.

Calatonia

A Calatonia é a mais conhecida e difundida das técnicas de abordagem corporal.  

É um método de relaxamento profundo que leva à regulação do tônus corporal, promovendo o reequilíbrio físico e psíquico. Assim como os outros toques sutis, a Calatonia baseia sua atuação na sensibilidade da pele, através da aplicação de estímulos suaves em determinadas áreas do corpo onde existem uma concentração especial de receptores nervosos.

Ela é um instrumento de acesso à memória psicológica "gravada" no corpo físico, através da mobilização espontânea de conteúdos internos do paciente. Atuando em vários níveis da estrutura psicofísica de cada indivíduo, traz para a consciência vivências que são elaboradas  na psicoterapia.

Ela deu origem a uma metodologia de trabalho: a "Integração Psicofísica" que alia o conjunto das técnicas de trabalho corporal baseadas na estimulação tátil sutil à Psicologia Analítica de Carl Gustav Jung.

A aplicação psicoterapêutica da Calatonia é utilizada atualmente por um representativo grupo de psicólogos clínicos, especialmente na cidade de São Paulo e requisita uma formação bastante específica do profissional que a utiliza.

Terapia de casal 

A terapia de casal é um processo conduzido por um profissional qualificado que pode ajudar o casal a lidar com os conflitos conjugais, suas queixas e anseios.   
O casal forma um sistema de relações complexas conscientes e inconscientes que é responsável pela formação e desenvolvimento dos indivíduos.

A ênfase do trabalho na terapia de casal se dá tanto aos aspectos intrapsíquicos quanto interpessoais.